terça-feira, 15 de novembro de 2016

Jovens brasileiros criam patinete elétrico que une design e conforto

Da paixão mútua de dois amigos por bicicletas e motos, misturada com habilidades empreendedoras e de engenharia surgiu um projeto que pode ser uma alternativa de locomoção nos centros urbanos. 

patinete-ecod.jpg

Patinete elétrico Surfer foi totalmente desenvolvido no Brasil
O Surfer é um patinete elétrico totalmente brasileiro que une design, conforto e preocupação com ambiente, já que não emite poluentes.

Seu silencioso motor elétrico permite circular por ciclovias, vias urbanas de baixa velocidade e transpor ladeiras moderadas, e sem a chata e custosa manutenção necessária dos carros ou motos a combustão (óleo, filtro, velas, juntas, etc...).

O e-patinete usa componentes de bicicletas do tipo mountain bike, que oferecem segurança, leveza e fácil reposição de peças, já que é possível encontrar no mercado.


Fábio abriu mão de uma carreira de 15 anos na Ford para se dedicar ao projeto, com a motivação de contribuir para a melhoria da mobilidade urbana.“Se deslocar a pé ou de bicicleta é a forma mais evoluída para nossa qualidade de vida. Mas quando esses dois meios não atendem, as bicicletas elétricas e ciclo-elétricos são os próximos na prioridade, acima das motos ou motonetas”, afirma Yuri Berezovoy, um dos criadores do projeto ao lado de William Makant e Fabio Pagotti Silva.

patineteinterna-ecod.jpg

O projeto foi vencedor de editais de inovação, que subsidiaram seu desenvolvimento ao longo de dois anos com investimento total superior a R$1 milhão. O projeto é acelerado no Senai-Cimatec, em Salvador, e participa de programas do MCTi/Startup-Brasil (com gestão da Softex), CNPq, Senai Inovação e Fapesb (Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado da Bahia).

Financiamento coletivo


O trio lançou uma campanha de financiamento coletivo no site Kickante. O objetivo é arrecadar 30 mil para viabilizar a produção do primeiro lote em escala. Em sete dias, o projeto já arrecadou R$ 22.325 –74% do valor.

Os e-patinete custam R$ 5.500 (mais o valor do frete). Com mais R$ 300 o interessado leva uma bateria maior, que permite rodar cerca de 35 km com uma carga. Os criadores prometem entregar o patinete ainda neste semestre.

Saiba mais em: www.kickante.com.br.



(FONTE: ECOD _ Via Quem Inova)