sábado, 18 de abril de 2015

Perigo na sala de estar: sua Smart TV pode estar te espionando

Aparelhos da Samsung causaram polêmica na web por conta de política de privacidade que avisa usuários sobre envio de falas para empresa terceirizada.


A política de privacidade da Smart TV da Samsung está levantando novas preocupações sobre uma possível “escuta clandestina”, apesar de esse não ser o primeiro exemplo de comportamento preocupante dos chamados televisores inteligentes.
Algumas TVs da Samsung agora incluem um microfone no controle remoto para a entrada de comandos de voz. Como um usuário do Reddit apontou, a política de privacidade da Samsung efetivamente alerta os usuários para ficarem de olho no que dizem, uma vez que a TV envia dados de voz para uma fonte terceirizada não identificada – provavelmente com a intenção de traduzir a fala para texto.
“Por favor, fique atento que caso as suas palavras incluam informações pessoais ou outros dados sensíveis, essa informação estará entre os dados capturados e transmitidos para um terceiro por meio do seu uso do Voice Recognition”, aponta a política da Samsung.
A Samsung afirma que usa “práticas e medidas de segurança que são padrão na indústria, incluindo a criptografia de dados” para assegurar as informações pessoais dos usuários, e nota que os usuários podem desabilitar os comandos de voz ou desabilitar totalmente a conectividade Wi-Fi. Ainda assim, essa política não impediu comparações inevitáveis com a obra 1984, de George Orwell, sugerindo que estamos a caminho de um futuro distópico.
Por que isso importa
Vale notar que a Samsung apenas envia dados de voz quando você está realmente pedindo para a sua TV fazer isso – como, por exemplo, ao apertar o botão de microfone no controle remoto. Por isso, as comparações com as caixas de gravação onipresentes do livro de Orwell são um pouco exageradas.
Ainda assim, a política da Samsung de enviar dados para uma terceira parte sem garantia de privacidade é perturbadora, especialmente se levarmos em conta o interesse dos governos nas casas conectadas como uma possível caça por dados pessoais.
Ao final da tarde de ontem, a Samsung emitiu nota oficial na qual diz que "leva a privacidade dos usuários seriamente. Nas nossas Smart TVs, qualquer captura de dados é realizada com a maior transparência e nós oferecemos várias opções para os consumidores para desligar o serviço".
PCWORLD