sábado, 4 de abril de 2015

Fusca elétrico criado por engenheiro pode rodar 100 km com apenas R$ 3,50

Os carros elétricos emitem menos gases de efeito estufa do que os convencionais, cujos motores são abastecidos por combustíveis fósseis.

fusca-ecod.jpg

 Contudo, esses veículos menos poluentes não são para qualquer bolso. Ao pensar nisso, o engenheiro paraguaio Mario Vernazza, de 25 anos, desenvolveu um fusca elétrico com tecnologia acessível a partir da busca de peças simples ao redor do mundo.

Com um investimento de aproximadamente US$ 15 mil em peças e testes, o modelo Fusca 85 do engenheiro se tornou, finalmente, elétrico. A ideia então foi fomentada em produtos já existentes e de baixo custo, comparados com outros carros elétricos. Com 12 baterias de 170 amperes e oito volts, capazes de mover o veículo a 120 km/h, o carregamento completo em uma tomada convencional varia entre oito e dez horas.

motor2-ecod.jpg

Em termos de consumo, do qual um litro de etanol equivale 100 km rodados, Vernazza afirmou ao jornal Gazeta do Povo que sua conta de luz subiu R$ 35 ao percorrer 800 km em um mês. Ou seja, se rodar 100 km, gasta apenas R$ 3,50.

O valor para transformar um carro comum em um modelo elétrico pode parecer elevado, mas o motorista certamente teria economia em longo prazo e ainda colaboraria com a redução da poluição.

(ECOD)