sábado, 29 de junho de 2013

São Paulo terá 120 pontos de acesso Wi-Fi público

Lista de locais que devem receber redes incluem Mercadão, Praça da Sé e Parque do Ibirapuera. Prefeitura poderá controlar conteúdo acesso por usuários.

A cidade de São Paulo terá 120 pontos de Wi-Fi em locais públicos da cidade, segundo informações da licitação aberta nesta terça-feira, 7/5, pela Companhia de Processamento de Dados e TI da cidade (Prodam). No total, serão cinco lotes licitados por toda a capital paulista.
Entre as áreas com previsão de receber pontos de Wi-Fi público estão locais conhecidos do paulistano como os Parque Villa Lobos e do Ibirapuera, os Largos 13 e da Batata, as Praças da Árvore, da Sé, Roosevelt e Benedito Calixto, além de estações de metrô e terminais de ônibus. Pontos tidos como turísticos, como Mercado Municipal, MASP, e Páteo do Colégio, também marcam presença na lista.
Além disso, os pontos terão de fornecer velocidade mínima de 512kbps para um determinado número de conexões. A exigência de capacidade para conexões simultâneas varia de acordo com o local. No Mercadão, por exemplo, a empresa contratada deve fornecer capacidade para 500 conexões Wi-Fi funcionarem ao mesmo tempo nessa velocidade mínima. Já no CEAGESP a exigência cai para 150 conexões, enquanto que no “vizinho” Parque Villa Lobos esse número é de 300 conexões simultâneas.
Vale notar que, segundo o edital, as redes fornecidas terão de operar nas frequências 2,4GHz e 5GHz. Elas também terão de atender a todas as especificações de Wi-Fi, incluindo o padrão recente 802.11ac.
Controle de conteúdo
Vale notar que o edital também sugere um possível controle de acesso a determinados conteúdos, já que exige “meios de mapear e bloquear tráfego de rede por protocolos e usuários (traffic accounting)”, formas para limitar velocidade de acesso para cada usuário, dispositivo, serviço, endereços de IP e portas, afim de “evitar abusos”, e a possibilidade de limitar a “zero” a velocidade de conexão de qualquer dispositivo.

A íntegra do edital pode ser visualizada por meio desse link do site da prefeitura.

(PC WORLD)