quinta-feira, 16 de maio de 2013

Personagem Chico Bento vira estudante de engenharia agronômica

 
Projeto quer retratar o cenário agro no Brasil e no mundo, mostrar o dia a dia dos agrônomos, qual o currículo do curso, a importância das atividades e a necessidade de mais profissionais nesse mercado.

O agro invadiu o mundo dos quadrinhos: o personagem Chico Bento cresceu e vai ganhar uma nova revista chamada de "Chico Bento Moço". Na história que é focada em educação, o personagem será um estudante de engenharia agronômica.

O presidente do CCAS (Conselho Científico para Agricultura Sustentável), José Otavio Menten, é um dos apoiadores e auxiliares do roteirista Maurício de Souza. "Nosso objetivo é retratar o cenário agro no Brasil e no mundo, mostrar o dia a dia dos agrônomos, qual o currículo do curso, a importância das atividades realizadas e principalmente a necessidade de mais profissionais nesse mercado que só cresce em nosso país", declara o presidente que também conta com o apoio dos alunos da USP/ESALQ.

Sobre o CCAS
O Conselho Científico para Agricultura Sustentável- CCAS é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados a sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos concretos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, apesar da sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas, não condizentes com a realidade. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa sejam colocados a disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça.

(Assessoria de Comunicação do CCAS)