terça-feira, 5 de março de 2013

Companhia quer explorar reserva de gás no local mais biodiverso do mundo


Considerado como o local mais biodiverso do mundo, o Parque Nacional de Manú, situado na Amazônia peruana, corre o risco de se tornar um local de exploração de gás natural, de acordo o jornal britânico The Guardian.
manu.jpg
Parque Nacional de Manú, na Amazônia Peruana, detém 5% das espécies de mamíferos do PlanetaFoto: Billtacular 

Embora não se pronuncie sobre o assunto, o governo peruano estaria preparando uma concessão para exploração de gás ao redor e dentro do parque, cuja biodiversidade “excede qualquer outro local na Terra” segundo a Unesco. As informações constam em documentos ao quais o repórter David Hill teve acesso.

Além de tribos indígenas que ainda não tiveram contato com outras sociedades, o parque de Manú abriga 10% das espécies de pássaros, 5% dos mamíferos e 15% das borboletas do Mundo
Os planos são da companhia de energia Pluspetrol, que já opera em uma região próxima ao parque, o Lot 88. Apesar da lei peruana proibir qualquer tipo de extrativismo em uma área de proteção, como os parques nacionais, a empresa já teria tentado entrar na região - o que foi negado pelas autoridades locais. Contudo, um novo plano de “desenvolvimento” da área, em parceria com a empresa Quartz, tem sérias chances de conseguir a permissão em breve.

Segundo Rob Williams, da Frankfurt Zoological Society, o único local do mundo com biodiversidade similar à encontrada em Manú, é Madidi, na Bolívia.


(ECOD)