domingo, 18 de setembro de 2016

E-book gratuito dá dicas de como evitar químicas nocivas em produtos de beleza

E se você soubesse que boa parte dos seus cosméticos contém químicas perigosas?

livro-ecod.jpg

 Muitas pessoas nem desconfiam, mas ingredientes usados em produtos de beleza convencionais podem trazer riscos para a saúde - desde simples alergias até câncer.

O e-book gratuito Beleza Tóxica - saiba o que está por trás do seu cosmético explica como detectar substâncias nocivas nos rótulos e traz dicas práticas para cuidar da pele e dos cabelos de maneira mais segura. Fazer uma lista de ingredientes “proibidos” e deixar na bolsa, diminuir a quantidade de cosméticos e preferir produtos sem fragrância são algumas delas.

“Diariamente, as pessoas estão expostas a dezenas de ingredientes associados a problemas como dermatite, distúrbios hormonais e até câncer. Nós precisamos falar sobre isso”, diz Nyle Ferrari, autora do livro e referência quando o assunto é beleza natural. “Se nós lemos os rótulos dos alimentos e nos preocupamos com a procedência da comida, por que não questionar o que vai ser aplicado na pele, maior órgão do corpo?”, completa.

A decisão de usar cosméticos mais seguros veio há quatro anos, quando Nyle descobriu organizações americanas como Grupo de Trabalho Ambiental e Campanha por Cosméticos Seguros, dedicadas a desvendar os rótulos dos produtos usados no dia a dia. “A propaganda de desodorante que passa na TV não me contou que o alumínio presente nesse produto está associado a distúrbios hormonais. Eu descobri por meio dessas iniciativas”, diz ela, que escreve sobre o tema em seu blog, o Lookaholic, e comanda o grupo "Cosméticos Orgânicos e Naturais" no Facebook, com mais de 5 mil participantes.

“Foi chocante descobrir que existem pesquisas de universidades renomadas mostrando os efeitos nocivos de químicas presentes nos meus cosméticos. Por que a mídia não fala massivamente sobre isso?”, reflete a jornalista.

O livro pode ser baixado gratuitamente neste link. São 21 páginas divididas em três capítulos curtos e de fácil leitura.

(Fonte: ECOD)