sábado, 7 de novembro de 2015

HP e Dell recomendam que usuários deixem de usar Windows 10

Se você ligar para a fabricante do seu PC para resolver um problema de uma máquina com Windows 10, não se espante se receber um conselho para voltar a uma versão anterior do sistema.


Em duas ligações sem revelarem que eram jornalistas, o pessoal do site especializado Laptop Mag disse que os atendentes da HP e Dell sugeriram desinstalar o Windows 10 como uma solução mais geral para os problemas.

A ligação para a Dell chamou mais a atenção, já que o jornalista disfarçado estava apenas perguntando como inverter a direção do scroll no touchpad de um notebook. Apesar de esse existir uma solução fácil com o mesmo procedimento em diversas versões do Windows, o representante da fabricante sugeriu voltar ao Windows 8.1 como uma solução, dizendo que “existem muitos problemas no Windows 10”.

Um representante de suporte da HP também sugeriu voltar ao Windows 8.1 depois que o pessoal da Laptop Mag disse que o utilitário de controle de temperatura CooSense não funcionava direito com o novo sistema. “Realmente não recomendo que os usuários façam o upgrade para o Windows”, afirmou o representante da HP.

Aposta alta

A Microsoft está lançando o Windows 10 de forma mais agressiva do que qualquer outra versão do sistema, incluindo upgrades gratuitos (para usuários Windows 7 e 8.1) até o ano que vem.

Em 2016, a empresa de Redmond também vai categorizar o Windows 10 como um upgrade Recomendado, para que a instalação comece automaticamente nas máquinas dos usuários.

Mas, se essas ligações para os atendimentos técnicos servirem de algum indicativo, alguns usuários podem receber como conselhos voltar para a versão anterior no menor dos problemas.

Por que isso importa

Apesar dessas ligações serem apenas pequenos exemplos, a HP e a Dell confirmaram para a Laptop Mag que, como política, os seus representantes de suporte às vezes sugerem aos usuários voltarem para uma versão anterior do Windows.

O problema, como visto no caso da Dell, é que fazer o downgrade pode nem resolver o problema de verdade, mas funcionar, em vez disso, como uma tática para quando o representante não sabe bem o que fazer em determinada situação.

(Fonte: http://computerworld.com.br/)