sexta-feira, 3 de abril de 2015

Fazenda de algas é instalada em viaduto para remover CO2

Grande parte da poluição das grandes cidades é proveniente das emissões de veículos automotores. 

fazenda-algas-ecod.jpg

Uma empresa de design franco-holandesa, a Collective Cloud, teve uma ideia simples e elegante para tentar amenizar esses danos. Ela criou uma fazenda de algas suspensa sobre um viaduto em Genebra, na Suíça.

Parece simples não? Carros convencionais emitem CO2. As algas absorvem o CO2 e o convertem em oxigênio.
Claro que um viaduto é o último lugar em que se espera ver uma fazenda de algas (ou até mesmo qualquer tipo de fazenda, quem é o louco que teve essa ideia?). Porém as algas, assim como as plantas, geram energia da fotossíntese utilizando a luz do sol e dióxido de carbono, enquanto produzem oxigênio.

Como o CO2 é um dos poluentes produzidos pelos motores dos carros, um viaduto movimentado se torna um lugar perfeito para a instalação de uma fazenda de algas urbana. Ela é instalada sobre a rodovia e consiste em um sistema fechado de tubos transparentes preenchidos com algas. Além disso, os tubos são ligados a equipamentos secundários, como filtros, bombas e painéis solares, que provêm energia ao sistema.

algas2-ecod.jpg


Neste momento, a fazenda de algas é apenas uma prova de um conceito, feita como parte do festival de jardim de Genebra (Villes et Champs), que foca na coabitação da cidade com a natureza em contexto com a expansão urbana da capital suíça. Mas essa experiência demonstra como esse sistema pode se tornar prático se for instalado em locais similares.Utilizando o CO2 (que é abundante nesse ambiente) e a radiação solar, as algas crescem dentro dos tubos e podem ser usadas para diferentes aplicações. De acordo com a Cloud Colletive, algumas delas incluem a fabricação de biodiesel, de medicamentos, de cosméticos e até mesmo de comida.



(Via eCycle)
ECOD