quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Droga bloqueia HIV em estudo de laboratório

Uma droga experimental desenvolvida para tratar epilepsia pode bloquear o vírus da AIDS? Estudo preliminar feito em laboratório sugere que é possível e os pesquisadores estão ansiosas para experimentá-la em pessoas.


Os cientistas experimentaram a droga depois de descobrir detalhes sobre como eles acreditam que o HIV enfraquece o sistema imunológico para desenvolver AIDS.

Quando testada em tecidos humanos em laboratório, a droga “funciona lindamente” para prevenir que o HIV destrua células chaves do sistema imunológico, disse o Dr. Warner Greene do Instituto Gladstone em São Francisco, um dos autores do estudo. Os resultados estão em pesquisa publicada na “Nature”.

Neste trabalho e em outro publicado na Science, Greene e colegas focam em como o HIV mata as células vitais CD4 do sistema imunológico que combatem a doença.

Há muito tempo os pesquisadores sabem que o vírus infecta algumas células CD4 e as transforma em fábricas produtoras de vírus, as matando no processo. Mas um número maior de células morrem sem passar por essa transformação. O que acontece com essas células CD4 “espectadoras”?

O novo trabalho oferece evidências de que o HIV entra nessas células, mas não consegue produzir completamente a infecção. Em resposta as células desencadeiam um ataque letal nelas mesmas pelo sistema imunológico. É “mais um suicídio do que um assassinato”, disse Greene. “Eu acredito que esse é o mecanismo principal através do qual células CD4 são esgotadas, que é a marca da AIDS”.

A droga para epilepsia, que não está no mercado, bloqueia uma enzima que a pesquisa identifica que desempenha papel importante neste ataque do sistema imunológico.

Estudos anteriores da droga em pessoas mostram que ela é segura, disse Greene. Assim os pesquisadores estão conversando com a empresa fabricante da droga para testá-la em pessoas infectadas com o HIV. Nenhum cronograma para esses estudos foi estabelecido, disse.

Greene afirmou que se esses estudos obtiverem sucesso, a droga pode ser usada em pessoas com HIV que resiste a drogas padrão. Ela também pode ser útil como um tratamento temporário para manter o HIV sob controle, para pessoas que não podem tomar drogas padrão imediatamente, disse. Também é possível, especula, que a droga bloqueadora de enzima ajude cientistas a erradicar o vírus do corpo.

Ainda não está claro se a abordagem de bloquear a enzima vai produzir terapia prática para pessoas infectadas com o HIV, disse Dr. Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, que não esteve envolvido no trabalho.

Mas a nova pesquisa por trás dessa estratégia é “um avanço importante” para entender como o HIV mata células do sistema imunológico, ele disse.

 (Fonte: G1)