sábado, 28 de setembro de 2013

Micro-casas de madeira para atender estudantes que precisam de moradia

A área da habitação costuma ser cara. Além do mais quando o assunto são estudantes, que raramente contam com recursos para aquisições custosas.

casa.jpg
O protótipo fica disponível para visualização até o dia 8 de dezembro
Fotos: Divulgação

 Mas um projeto de arquitetura sustentável intitulado Unidade Estudante Esperto, da empresa sueca Tengbom, busca resolver o problema por meio de apartamentos destinados a universitários que precisam ter moradias de custo baixo.

casa-dois.jpg

Os modelos iniciais serão destinados a estudantes da Universidade de Lund, situada na Suécia. A ideia é construir uma mini vila em 2014, como um teste inicial de execução de 22 unidades da casas dispostas em blocos de oito. Cada moradia possui 25 m², que comportam banheiro, cozinha e cama e reduzem os gastos em até 50%, segundo a empresa. Para suportar o inverno sueco, os responsáveis pela construção terão que isolar as casas.

casa-tres.jpg

Segundo Linda Camara, da Tengbom, o projeto é pioneiro na área e atende à carência dos estudantes por moradias acessíveis. "A sustentabilidade social é conseguir mais edifícios com custo eficiente e alta qualidade", explicou ao Fast.co Exist. Ela comenta ainda que as unidades são construídas com madeira de origem local, livre de desmatamento ilegal.

A pequena área de cada unidade, juntamente com os custos de transporte mínimos para os materiais de construção renováveis ​​locais, reduz a pegada de carbono dos apartamentos.

casa-quatro.jpg

Linda pensa em maneiras de desenvolver o projeto para cidades pequenas de toda a Suécia. Por enquanto, a corrente inteligente do protótipo está disponível para visualização até o dia 8 de dezembro, no Museu Virserum, na Suécia.

(ECOD)