sábado, 29 de junho de 2013

9 fatores a serem analisados antes de aceitar um novo emprego

Prever se você vai ter sucesso ou falhar em seu novo emprego nem sempre é tarefa fácil. Mas os especialistas dão algumas pistas.

Mudar de emprego é uma das experiências mais traumáticas da vida profissional. Durante o processo de recrutamento você é avaliado o tempo todo. Para ser o melhor no que faz e ter sucesso é importante fazer uma avaliação detalhada antes de assinar o contrato de um novo emprego. "É preciso entrevistar a empresa e saber como é seu novo empregador, recomenda Chad Lilly, diretor de Lextech Global Services.

Prever se você vai ter sucesso ou falhar em seu novo trabalho nem sempre é tarefa fácil. No entanto, de acordo com Roy West, CEO da Roy West, CEO da  Roy West Companies, há indicadores-chaves que dão pistas. Procure fazer perguntas como:  

1-   Será que os altos executivos da organização me fazem sentir otimista em relação ao futuro?

2-   Você acha que pode atingir seus objetivos de desempenho individual?

3-   Você acha que a empresa é financeiramente estável?

Embora nem sempre seja possível responder a essas perguntas, o profissional deve consultar vários especialistas do setor para ajudá-lo a obter informações que podem evitar o transtorno de começar em um novo emprego e sair logo depois.

Veja a seguir nove dicas para definir com mais clareza se esse novo emprego ou empresa é ideal para você.

1- O que lhe traz motivação? 

Isso parece simples, mas muitas pessoas não sabem a resposta para essa pergunta. Muitos, dizem que sua grande motivação é o dinheiro e que não há mais vida além dos aspectos econômicos. Porém, os especialistas dizem que muitas vezes esse não é o principal fator que move as pessoas a mudar de emprego.

Esse aspecto é absolutamente crítico para a satisfação real no trabalho, de acordo com Colleen Hughes, vice-presidente de recursos humanos, da CompTIA.  "Se é importante para você tomar decisões independentes e aceita um emprego em que terá um chefe controlador, não será feliz no novo emprego. Saber o que motiva pode fazer toda a diferença para ser feliz em um emprego ", diz ele.

"Muitas pessoas não sabem o que as motiva. Elas sabem o que não gostam, mas não o que lhe garante satisfação. Uma das perguntas que eu faço quando entrevisto alguém é: 'como você gosta que lidem com você? O que você procura em um superior? Se você não sabe o que lhe motiva, então é hora de se aproximar de um coach", orienta West.

2- Conheça os antecedentes sobre o posto que vai ocupar 

"Conhecer a situação que deu origem à posição a que está se candidatando pode dizer muito sobre o que está acontecendo na empresa que está lhe contratando", afirma Cheryl Simpson, presidente de Executive Resume Rescue. Por exemplo, se a vaga em aberto foi ocupada por quatro pessoas nos últimos dois anos, você deve ligar a luz vermelha.

É importante saber porque a pessoa anterior saiu para  que você se preparar melhor para o novo posto e suas demandas", sugere Rona Borre, presidente e CEO da empresa de gestão de talentos TI Instant Tchonology. 

"Seu antecessor não tinha o perfil correto, não possuía as habilidades certas, passou por muita pressão, tinha prazos curtos para atingir metas ou tinha que trabalhar muitas horas extras?"

3- Pesquise sobre seu futuro empregador

Descubra o máximo que puder sobre seu futuro empregador e sua cultura. Conheça dados financeiros e investigue sua presença social. Faça uma pesquisa no Google e busque notícias da companhia. Eles estão prestes a lançar um produto? É uma organização que constantemente tem problemas legais? O que seus funcionários dizem nas mídias sociais? 

Hoje é possível levantar muita informação sobre as empresas na internet. Além disso, conhecer os produtos e serviços do seu futuro empregador irá ajudá-lo a formular perguntas e brilhar em entrevistas.

Ao analisar as finanças da empresa, há quatro fatores que você tem que pensar: é uma companhia saudável financeiramente? Suas ações vão despencar? Você acha que poderia reconsiderar assumir o cargo? "Se a empresa é pública, você pode acessar os relatórios anuais", diz Simpson.

De acordo com Colleen Hughes, vice-presidente de recursos humanos da CompTIA, também devemos explorar as pesquisas de satisfação dos funcionários. "Pergunte se a empresa mede a satisfação do empregado. A resposta pode lhe dar muita informação sobre como ela é vista pelos funcionários ", diz Hughes.

Essas informações dão pistas se vale a pena trabalhar para essa empresa. Saber que produtos ela está fazendo e o que as pessoas estão dizendo nas mídias sociais sinaliza se o local é bom ou não para se trabalhar. Há vários lugares onde você pode encontrar esses dados como no Facebook, Twitter e LinkedIn.

"Se você está pesquisando sobre uma empresa e ela não fez nada de novo nos últimos 12 meses, vai exigir uma investigação mais aprofundada", alerta Lilly.

4- Faça um contrato bem amarrado

Ter por escrito todas informações do que foi acertado entre as duas partes traz segurança. É uma boa prática. Os especialistas concordam que o contrato deve incluir informações e pontos específicos negociados. "Os contratos devem conter o salário, os deveres, expectativas, férias, benefícios, datas de início etc, comenta Borre.

Se algo estiver errado, chame RH ou o gerente que conduziu o processo de contratação. "Certifique-se de que todas suas perguntas foram respondidas antes de ser contratado. Depois da contrataçao, provavelmente não receberá muita atenção ", recomenda Hughes

5- Conheça a cultura da empresa

"Você quer trabalhar para uma empresa cujos valores combinam com os seus", diz West. As informações sobre a cultura da empresa será divulgada através de todos os aspectos da entrevista e processo de pesquisa. Será que eles parecem sérios e conservadores? Talvez eles tenham uma atitude liberal. 

O que eles procuram em seus escritórios? Seus espaços são longas fileiras de cubículos? A empresa responde quando você  entra em contato? Essa é uma boa pergunta que os candidatos devem se fazer. O que vou aprender em seis meses que não sei hoje?, ensina Lilly. 

Outras questões que irão ajudá-lo a aprender mais:

-   Quantas vezes essa empresa faz avaliações de desempenho?

-   O que é preciso para ter sucesso aqui?

-   Qual é o seu estilo de gestão?

6- Procure se informar sobre seu futuro chefe

É importante saber algumas informações sobre seu futuro chefe ou supervisor. Um bom chefe pode fazer o trabalho tolerável ruim e arruinar os melhores projetos. "Chefe é como qualquer relacionamento. Você tem que se sentir confortável com a pessoa com quem vai conviver. Se você não suportar a pessoa que lhe monitorá, é uma provavelmente indicação de que o novo emprego não é para você", diz Lilly.

"A satisfação no trabalho depende muito do seu relacionamento com seu gerente e você precisa fazer todo o possível para garantir que o estilo e a personalidade dele se encaixam", afirma Hughes.

7- Conversse com seus colegas potenciais

Você certamente vai quer conhecer o seu chefe direto, mas também as pessoas mais próximas da área em que irá trabalhar. Isto nem sempre é possível, dependendo do tamanho da empresa.

"Se você tem uma conexão com alguém que trabalha na empresa em que está interessado, deve encontrar essa pessoa e tentar obter mais informações", sugere Lilly.

Algo que Lilly gosta de fazer com seus novos candidatos é levá-los para um almoço com sua equipe ou, dependendo da situação, juntamente com um ou dois dos líderes de seu time para tenham uma discussão técnica.

8. Conheça os prós e contras do novo trabalho 

Durante o processo de entrevista você deve fazer mais do que ler a descrição do posto a que está se candidatando. Você deve obter uma visão geral do que incluiria um dia de trabalho. 

O título das responsabilidades do cargo combinam com você? Será que possui as ferramentas que precisa para fazer o trabalho? Como você vai medir o seu sucesso? Todas essas perguntas devem ser feitas no processo de entrevista e analisadas objetivamente.

9- Saiba que tecnologias as empresa está adotando

Se você é um programador. NET e a empresa está planejando fazer uma mudança para software de código aberto nos próximos anos, você tem que pensar no que fazer ou, pelo menos, o que precisa saber para ser treinado na nova tecnologia. 

Como um desenvolvedor, por exemplo, você precisa saber como a empresa está pronta para a nova tecnologia, diz Lilly. Essa empresa tem avançado para novas versões de software?

Várias coisas podem acontecer entre aceitar uma oferta e a data de início na nova companhia. Avalie com cautela todos os aspectos para fazer uma decisão mais acertada.

(PC WORLD)