terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Empresa brasileira cria plástico feito com mandioca

Em 2007, pesquisadores da Escola Politécnica (Poli) da Universidade de São Paulo (USP) desenvolveram um filme plástico à base de amido de mandioca e açúcares projetados para ser utilizado em embalagens. 
plastico.jpg
CBPak é pioneira no setor
Fotos: Divulgação 


O plástico seria biodegradável, comestível, teria propriedades antibacterianas e poderia mudar de cor de acordo com o estado de conservação do produto.

Agora, a empresa paulista CBPak começa a investir na divulgação de seu trabalho: o proveito do amido de mandioca para criar copos e bandejas de plástico recicláveis e que podem ser biodegradáveis. Curioso? No mínimo!

O fundador da instituição, Claudio Rocha Bastos, resolveu investir na área após perceber a falta de opções no setor de plásticos 'verdes', que chegam a se decompor sozinhos em alguns meses - diferente da decomposição interminável dos comuns, oriundos do petróleo e que muitas vezes contribuem para a degradação do meio ambiente.

"A CBPak é provedora de uma pioneira solução ambiental para redução de pegada de carbono. Para tal, utiliza como meio físico, seus copos compostáveis e biodegradáveis de amido de mandioca, matéria-prima brasileira de fonte renovável. Mitigação de gases de efeito estufa (GEEs), adequação à Política Nacional de Resíduos Sólidos, contribuição às Estratégias Corporativas de Carbono, educação para o consumo consciente são os pilares básicos da solução ambiental nas quatro dimensões da sustentabilidade." - descreve a empresa em seu site.

Desde o início de sua produção, em 2009, a empresa já ultrapassou a confecção de 300 mil bandejas e copos. Enfrentar a realidade dos preços, maiores que os de plásticos de origem fóssil, tem sido o principal desafio da organização. "Desde o início, nosso desafio sempre foi o de transformar uma ideia incipiente em um produto real e economicamente viável", afirmam os responsáveis. Segundo o site da CBPak, as pesquisas realizadas pela empresa iniciaram em 2002.

Dilema dos plásticos

O Brasil consome cerca de 4 milhões de toneladas de plástico anualmente e recicla apenas 16,5% desse total, de acordo com a Associação Brasileira de Embalagens. Um terço corresponde ao plástico filme e dois terços ao plástico rígido. A estimativa para a decomposição desses materiais no ambiente é de cerca de cem anos. 

Quando o assunto é a reciclagem desse material, os registros também não são animadores. Em 2010, o Brasil ficou abaixo de países como Alemanha (34%), Suécia (33,2%) e Bélgica (29,2%) nesse quesito - apenas 20% dos plásticos retornaram ao consumo.

(ECOD)