domingo, 5 de março de 2017

Bahia pretende inaugurar maior usina solar da América Latina em 2017

É no município de Tabocas do Brejo Velho, no extremo oeste baiano (a 800 quilômetros de Salvador), que está sendo construída atualmente aquela que será a maior usina solar da América Latina. 

usinasolar-ecod.jpg
Imagem ilustrativa de usina solar
Foto: Activ Solar/ Flickr/ (cc)

Batizado de projeto Ituverava, o empreendimento da italiana Enel Green Power tem previsão de funcionamento estimada para meados de 2017, segundo informações do site Bahia.Ba.

Com capacidade de 254 MW (megawatts), a produção anual de energia esperada é de 500 GWh (gigawatts/hora). Em dezembro de 2015, noticiamos aqui no EcoD que Minas Gerais pretendia ter em 2018 a maior usina solar da América Latina, com capacidade de 240 MW.

A Enerray do Brasil, empresa que pertence à Seci Energia do Grupo Industrial Maccaferri, por meio da Enerray Usinas Fotovoltaicas, foi a escolhida pela Enel Green Power para a construção da usina na Bahia.

“Acreditamos que o Brasil representa uma grande oportunidade por ser um mercado com perspectivas de crescimento muito significativas a médio e longo prazo. Iniciar nossos negócios com a construção da maior usina fotovoltaica no país é uma conquista que nos enche de orgulho e demonstra a importância que o Brasil terá para nós”, disse Michael Scandellari, CEO da Enerray.

A Enerray do Brasil está localizada na cidade de Jundiaí, a 50 km de São Paulo.

Com menos de 15 mil habitantes (segundo o IBGE, 11.430 pessoas), Tabocas do Brejo Velho ainda registra intenso fluxo migratório. Para São Paulo, principalmente. A expectativa é que a usina solar contribua para o desenvolvimento da região.

(fonte: ECOD)