sábado, 28 de maio de 2016

'Trote do Amor' arrecada 25 mil donativos para instituições sociais do Rio

O projeto Trote do amor, idealizado por estudantes universitários do Rio de Janeiro para combater a violência contra calouros, arrecadou em sua segunda edição, promovida entre os dias 29 de fevereiro e 4 de março deste ano, mais de 25 mil donativos entre alimentos, artigos de higiene e limpeza, que forão repassados  a instituições sociais.

trote-ecod.jpg
Produtos serão distribuídos para diversas instituições do Rio de Janeiro
Foto: Dom Pedro Conteúdo / Divulgação

Alunos de 11 universidades do estado participaram da campanha, que transforma “brincadeiras” violentas em ações transformadoras.

A faculdade vencedora desta edição do Trote do Amor foi a UniCarioca, que entregará os donativos arrecadados ao Lar AACS (Associação de Assistência às Causas Sociais). Em segundo e terceiro lugares ficaram, respectivamente, a Faculdade Hélio Alonso (Facha) e a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), que entregarão os produtos à Sociedade Viva Cazuza e à Casa Ronald McDonald.


Como o volume arrecadado superou as expectativas, as universidades decidiram beneficiar mais organizações sem fins lucrativos e que praticam o bem ao próximo. Com isso, serão mais 50 organizações não governamentais (ONGs) auxiliadas pelo projeto.Expectativas



Um dos idealizadores do projeto, Marcos Mendes informou que o sucesso do Trote do Amor ocorre porque as pessoas têm vontade de ajudar outras, mas muitas não sabem como fazê-lo. “Além de ajudar as instituições, o projeto também estimula que essa ajuda permaneça ao longo do ano”, afirmou Mendes à Agência Brasil.


A primeira edição do Trote do Amor, no ano passado, teve como foco alimentos não perecíveis, arrecadando 5,5 toneladas. Marcos Mendes espera que o exemplo do Rio de Janeiro possa ser seguido por universidades de todo o país.

Participaram da ação deste ano a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Universidade Federal Fluminense (UFF), UniCarioca, Fundação Getulio Vargas (FGV), ESPM, Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação (IBMR), Universidade Veiga de Almeida, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha) e Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (IBMEC).

(Fonte: ECOD)